quarta-feira, abril 11, 2007

Fora-da-lei

Como Jeremias de Jorge Palma. Tinha prazer em faltar às aulas importantes, dormir até tarde, irritar com a sua calma os compromissos de gente nervosa. "Não esperando nunca que a sociedade viesse um dia a ser melhor, Jeremias escolheu o seu lugar do lado de fora". Também ela esperava a explosão dos edifícios públicos numa gargalhada. Quando o mundo urgia e podia desmoronar nas suas mãos, sentia-se dona de si olhando de soslaio a onda gigante empurrada por uma mão invisível que é o homem cego. Ser e destruir em cada mão. Porque entre o marasmo e a destruição, mais apetecível era pra si o fim, que o vazio.

2 comentários:

AR disse...

"Vou falar-vos de um curioso personagem..."

=)
grande jorgeee! one of my fav's!

xuxana disse...

Adorei.... adorei! =D