sábado, abril 19, 2014

Insónias do Coração

Sofro de insónias por causa do meu coração. Bate tão forte que não me deixa dormir, peço-lhe de forma incessante que se acalme mas o meu coração não me consegue ouvir.  As batidas são demasiado fortes, descompassadas, e temo que possam acordar os vizinhos. O meu coração quer viver e eu quero aprisioná-lo dentro de uma caixa para que me deixe ficar sossegada. Não quero ouvir a sua música infernal, com suspiros violentos e uma dor no peito de cada vez que tento sorver o ar. O meu coração está de tal forma em ritmo acelerado que me apetece saltar da cama e dançar descalça. Mas conseguirei acompanhar o seu ritmo irregular? Sempre fui muito conversadora, mas é o meu coração que agora não se cala e tapo os ouvidos para não o ouvir. No meio deste frenesim sem rei nem roque continua a haver espaço para uma imensa solidão. Refugio-me nas letras que me conseguem ler e me conhecem melhor que eu mesma. A noite é longa e os fantasmas estão à espreita e o meu coração continua a fazer-me ficar acordada. Mas, pelo menos, posso ficar descansada. Passei algum tempo sem notícias mas o meu coração está vivo e ainda tem a mesma morada, dentro do meu peito.