domingo, abril 29, 2007

Deixa-me morar na tua barriga

Eu gostava de morar na tua barriga. Se eu morasse na tua barriga eu sentiria o teu aroma no despertar aceso de cada manhã. Eu gostava de habitar na tua barriga, ser dedo eterno a percorrer o teu ventre macio e belo. Se eu morasse na tau barriga adormeceria todas as noites como uma criança que encontrou o seu poiso, o seu ninho.