Pensamento brilhante

Quando terá sido a última vez que leste as minhas emoções nas entrelinhas das minhas palavras?Eu, a entrelinha de tantos textos escritos em modo panela de pressão, deitando devagarinho o fumo de tantos quebra-cabeças. Devorei as horas na deliquência inocente das palavras, pousei os pés no soalho frio para me recordar que estou viva. Sentir o frio percorrer-me devagarinho e o contraste com o calor da tua boca no meu pescoço. Ao lançar mais um olhar pela varanda não vejo qualquer vulto. Permanece a inconstante invasão desses pensamentos que gostaria de poder evitar. Mas já me conformei que sou sempre assaltada, em dados momentos, por pensamentos negativos e que apenas atraiem o mais negativo de mim. Vou soltar um pensamento brilhante, forte e maior que eu para não arredar pé da minha varanda, para fincar o pé na minha mente, para cobrir os montes e os vales do meu palácio de âmbar. Um pensamento que seja íman, atraia o mundo e seja o mundo. Porque a cada pensamento sou eu que tenho o mundo na palma da minha mão. E se perderes um segundo na barafunda das minhas entrelinhas irás perceber, cada uma é mais uma pista para me conheceres. E quem sabe, para eu me conhecer também.

Comentários

Izys disse…
descobre-te a cada luz! =)