quarta-feira, novembro 15, 2006

I'm a little girl in a big big world

Não aguento mais. Murmuro por entre a cascata de lágrimas que se lança à pressa pela pele, pelo rosto. Esse rosto macio de cremes com aromas que inventei. A noite é muito grande, a lua muito grande, o mundo muito grande. Eu sou pequena demais para um Mundo tão grande. Falta-me o quente da lareira dos teus braços, as tuas palavras meigas e gentis. Hoje só há um vazio mais frio que qualquer noite de inverno. Fugiste-me, como as escadas rolantes que me ganham sempre. Ainda há pouco dizias que não te prestava atenção. Ainda há pouco. O batimento cardíaco não afrouxa. As lágrimas desenrolam-se agora no interior. Silêncio. Tu não devias saber. Ponho agora uma música que não dá vontade de dançar.Resta a música que não dá vontade de dançar. Os olhos sem brilho, o relógio que já bate a meia noite. A cinderela desaparece logo a seguir à meia noite. Já posso ser o monstro. Da História da Bela e do Monstro. Choro agora, infinitamente só neste segundo, neste espasmo de tempo entre o reconhecimento da dor e a reação a ela. As tuas palavras ardem-me novamente nos ouvidos. Irrompe-me a tua ausência com tanta força, rajada que atropela. Abano-te ferozmente, com insistência, sacudo-te, como se buscasse as moedas de ouro num daqueles sacos vermelhos de veludo. Fantasio-te num beijo irreal subjugado às forças da ausência. Sozinha e carregando um rol de sentimentos por te contar, um rastilho prestes a explodir. Achas-me falta, mas também tu estás ausente. Onde? Onde te escondeste? Onde se escondeu o teu dominó de palavras?Eu estou aqui. Sem fazer barulho para não te desmanchar o sorriso que custou tanto a cozer. Costurado com retalhos de estrelas e nuvens. Noite após noite, dia após dia, e noite após noite e dia após dia e dia após noite e noite após dia. O meu coração ficou nas entrelinhas destas palavras, suspenso entre consoantes e vogais. A B C D E. Agora. Busco. Conforto. Desenlace . Esperança.

2 comentários:

Hizys disse...

senti o teu texto palavra a palavra... =( às vezes tudo o que precisavamos era um beijo pequenino e temos tantas coisas Grandes e Importantes pra fazer, que nada apetece enquanto a doçura daquele sorriso não aparecer a espreitar à porta! e nao conseguimos cumprir as responsabilidades sabendo que o sol vai demorar a chegar...rompe as obrigações e limpa as lágrimas, vai à procura do teu sorriso, ele também te quer ver!!!

... disse...

9,10,11,12,13,14....