terça-feira, novembro 14, 2006

Chocolate em mim

Devias ter tanta personalidade quanto o teu nome. Quando o pronuncias soas forte, inabalável, pareces ser a originalidade e a diferença. Mas deixas voar a asa do teu sorriso como se as tuas bochechas tivessem molas. E flutuas. Caminhas superior à gravidade, ao sabor de tudo o que ele te murmurou entre beijos e era mesmo o que querias ouvir sem saber. Nele encontraste a tua terra do nunca, já não precisas de crescer, e pelo seu riso deixas-te voar. Mas do teu sono profundo despertas como Adamastor e de repente esmoreces de novo, por tudo e nada, porque o teu espírito vive mais que tu! Já estás às voltas na almofada e ainda nem começaste a sonhar a sério. Só queres acordar com medo de cair da cama quando o embalo da ilusão te levar louca e intempestiva no impulso de ti, tanta energia que te move e queres libertar! Mas respira... Ainda não precisas de dizer sempre e nunca, brinca com as cores da paixão, tens tempo!

Onde são os travões das emoções...?

Tu és efeito chocolate em mim, não consigo resistir.

3 comentários:

AR disse...

respirAR fundo de vez em quando faz bem!
=)
***

Ninfa disse...

eu nõ gosto de chocolate...mas tenho alguém que tem um efeito galão em mim=)

Alexx disse...

Conheço bem esse efeito... E sabe tão bem :)

E entre o sempre e o nunca prefiro o agora e o prazer momentâneo da efemeridade das coisas... Nada é eterno, mas que seja infinito enquanto dura ;)