Escrevo-te rápido muito rápido para não ter tempo de apagar. Correm nuas as minhas palavras para ti. Chegam-te sem poesia nem pontos finais, atropelam-se no pequeno ecrã, que falta d'ar, "toquem-lhe rápido ond'eu não chego".
Saberás assim ler-me sem o teu sorriso a bailar no meu, nas mãos correndo por letras tudo de mais louco sem metáforas nem eufemismos, quando o amor explode sem sentido, e fujo do silêncio num abraço?

Possodizerquet'amosemtemponemespaçonemolhosdetebeijar?

Comentários

AR disse…
a suprema arte poética!
:)*
Alexx disse…
Idealizamos histórias de amor, criamos fantasias poéticas e tranformamos as palavras em melodia na nossa cabeça... A verdade é que a vida é prosa, é movimento, é rapidez... É explosão de sentimentos por explicar, é falta de tempo para pensamentos elaborados e análises críticas... É corrida para a felicidade sem nunca chegar à meta, é sede de beijos que deixam os lábios e a alma doridos de tanto prazer que até faz doer...
A vida é simplicidade na sua confusão e no seu caos diários. A vida é beleza como as letras que se soltam da tua caneta e o brilho que emana de ti! A vida é amor, como aquele que sinto por ti e que te torna mais que colega, mais que madrinha, mais que amiga, torna-te parte da minha família =) Gosto-te!!