sábado, outubro 14, 2006

A guitarra: acorde de mi sem mim


Guitarra no sétimo andar de um prédio abandonado. Cordas estragadas, em cima de uma velha cadeira de baloiço. Dedilhada apenas solta um grito desafinado com sabor de teias de aranha. Mas há algum tempo que ninguém lhe pega. Não há elevador. O sétimo andar é muito longe, tão longe como voar a um país distante. Não há ninguém para dedilhar a guitarra. Entorpecida, gasta, sem brilho ou a beleza de outrora. A guitarra já não sabe onde fica o caminho da melodia. Esqueceu-o. Pelo menos hoje. Lá fora pela janela partida,alguém chora em soluços abafados. Como uma melodia triste que parece não ter fim. O choro da guitarra seria uma melodia triste, leve, solta num momento. Só que esta guitarra já nem chora. Só a vizinha do sexto andar se consome em lágrimas e gasta lenços de papel em catadupa. Até parece que esteve a ver filmes daqueles de drama, cheios de tragédias e repletos de morte. Parece chorar a morte de todos os actores e actrizes do mundo. As suas lágrimas molham as vidraças da janela do sexto andar. A guitarra permanece quieta.Sem forças. Banida, escorraçada. Eu sou a mulher do sexto andar. Eu sou a guitarra. No quinto andar há sorrisos coloridos e abafados, só que hoje eu sou a vizinha do sexto andar, que ninguém ouve ou compreende porque calçou pantufas que deslizam sem dar sinal. Eu sou a guitarra esquecida. O meu grito desafinado. Sem dó, ré ou mi. Apenas mim. Eu. Sem fá e claro, sem sol. Baloiçando num quarto minguante de lua, distante e apagada na negritude da madrugada.

6 comentários:

Hizys disse...

às vezes queremos deslizar para que ninguém oiça os nossos passos, queremos ser mudos para não ter que falar, e está seca a torrente de lágrimas que nos podia libertar. em silêncio podemos passar mas logo iremos voar...é preciso acreditar =) e a viola voltará a tocar!

(ps - tu tens fá... ;))

Hizys disse...

este texto parece "l'homme en vitre", da Amélie...misterioso e triste que já não chora e ninguém conhece.

Ninfa disse...

Obrigada pelas tuas palavras ísis

Alexx disse...

Um dia a vizinha do sexto subirá ao sétimo e tocará belas melodias na guitarra esquecida que será afinada e fará esquecer todas as lágrimas choradas.... E então todas as notas voltarão para ti :)

AR disse...

essa guitarra ainda tocA!
*

FC disse...

Um acorde de ti em Si? Em mim, de certeza! E a Mim agradece... em particular :)