terça-feira, outubro 26, 2010

apetite por destruição

"as coisas estavam a melhorar, pensei. talvez por isso, porque parecia que ia finalmente sair do atoleiro, fiz o que fizera sempre que a minha vida encarreirou pelo bom caminho: deitar tudo a perder"

porque bem não é bom. bem é confortável. bom é outra coisa

2 comentários:

Joana Isabel Santos disse...

podia ser tudo "bem bom"...

AR disse...

estranho este instinto de auto destruição q nos comanda...*