segunda-feira, outubro 07, 2013

Urgência

Enquanto os dias vão passando pela monotonia das horas, o tempo não se deixa ver. O tempo esconde-se na calmaria do teu esquecimento. A urgência não se perdeu, mas aguarda silenciosa, o dia em que acorde em ti. O tempo deixa-se levar, enquanto a vida corre tranquila (e ainda bem), mas  ele é matreiro e não se esquece de ti. Tu é que te esqueceste dele. Até ao dia.

Sem comentários: