terça-feira, outubro 22, 2013

Gostar de segundas-feiras

Preciso de aprender a gostar de começar de novo. A encontrar o sentido de vida que sinto a cada visita à minha aldeia. Mas preciso de o encontrar na cidade, que por ora a aldeia está longe, tão longe como nunca deveria estar. Mas está mais perto na minha mãe, no meu pai, na minha irmã, na minha família. Preciso de encarar cada regressar a casa de família feliz como uma dádiva, em vez de amaldiçoar a minha sorte por não ler o meu nome nas prateleiras de livrarias, quiosques, papelarias. Porque afinal "uma pessoa aprende, com os anos e com a vida, a gostar de segundas-feiras. a perceber que elas são como o primeiro dia do ano todas as semanas: uma oportunidade para começar de novo, para encarar os cinco dias que temos pela frente como cinco oportunidades de fazer tudo o que planeámos, tudo o que queremos e tudo o que nos fará mais felizes. não é por isso e em busca dessa felicidade simples que acordamos todos os dias? devia ser. devia ser sempre. até porque esta existência é one shot e não há espaço, nem tempo, para ensaios". E é mesmo assim. "Para a frente, que atrás vem gente".

(citação de 'às 9 no meu blog')

Sem comentários: