Filme

Às vezes tento recordar aquele tempo, sabes? Mas tudo me parece condensado num dia, como num filme, daqueles que vivemos intensamente mas passado uma semana não nos lembramos. Foste o filme que se vê pelos actores, e entraste na minha vida tão depressa como dela saíste, deixando um buraco negro no tempo em que a partilhei contigo. E hoje, tudo o que eras tu, fotografias e objectos, que me faziam perder-me na máquina do tempo dos nossos momentos, parecem-se ter desvanecido na memória de outra pessoa. Escondi uma coisa que me deste uma vez, para a minha mãe não ver...e hoje não a encontro. E aposto que não ia chorar se a encontrasse sem estar à espera. Porque eu já não choro em todos os filmes. Sou mais exigente agora, porque o cinema está mais caro. Vejo todas as sinopses, resumos e críticas de entendidos, e todos os actores que nele entram. Até ando a tentar realizar os meus, nos quais contracenarei também, com papel de destaque e bastantes deixas, num estilo nada comercial e com um toque de comédia. E não é para tu poderes escolher ver ou não ver. É só para mim, e para o elenco.

Comentários

Ninfa disse…
Um dai também houve algém que me disse que os filmes são todos iguais.. mas eu respondi.. que sim os argumentos muits vezes não mudam..mas mudam o actores. O meu filme pode não ser o melhor, o actor pode não ser muito conhecido, mas para mm é o protagonista principal que eu quero..que eu preciso para que a história se faça. Pode ser até uma história cliché, não importa..
Hizys disse…
desde que o teu protagonista não seja artificial como as novelas da tvi, o filme pode ser bom até com o cenário do crime do padre amaro, chelas...ahahaha =)