Aurora

“Esta canção do Homem e da sua Mulher é de todos os lugares e de lugar nenhum; podes ouvi-la em qualquer lado, a qualquer altura. Pois onde quer que o sol nasça e se ponha, na agitação da cidade ou sob o céu aberto do campo, a vida é sempre igual: umas vezes amarga, outras vezes doce.”

"Aurora: a canção de dois humanos", de F. W. Murnau, 1927 ("Sunshine: a song of two humans")


 Posted by Picasa

Uma obra clássica de Murnau, que marca o ponto de viragem para o cinema tal como o conhecemos hoje. O desenvolvimento da fotogenia, da expressividade, num filme mudo e a preto e branco. A superação de duas artes, a fotografia e a pintura, num brilho sem cor. E a história da vitória de romance idílico face à superficialidade da carne, de um adultério. Uma mulher que perdoa o homem que a quis matar para ficar com a amante, impensável nos dias de hoje. Surreal, fantasioso, "Aurora" tanto pode ser considerado um filme de representação exagerada e intriga irreal como o embalo numa surrealidade com um doce sabor a sonho. Considerado o filme mais belo de todos os tempos.

Comentários

Ninfa disse…
este filme é bom pa ti faty.. é mudo.. assim cm tu n sabes ler as legendas n faz mal LOOOL
Ninfa disse…
Estou triste..este é o último psot da faty este ano... bahh :( I'll miss you..mas na tua ausência vou monopolizar o blog ! é tudo meu ahahahaha
Hizys disse…
que raio de ofensa. não arranjavas nada melhor? tola =)

pode ser ou pode nao ser! eu posso postar do centro de multimédia de aldeia velha, e tu não irás monopolizar isto...eu continuo a ADMINISTRADORA, OWNER, FOUNDER, isso. de master. master letrasoltas.