Partir outra vez

Acordei sem chão. Fora da almofada, longe de sentir. Atirada para o dia que me roubou a noite, os meus olhos a quilómetros dos teus, a saudade.
E é sempre assim a cada madrugada, quando falta outra vez tanto tempo sem te ver, o sonho anestesia a solidão, e o dia grita-a com todas as cores. Será sempre assim. Acordar de saudades, por mais que saiba que vou voltar, por mais que o filme se repita. Sabes, é o meu filme preferido.

Comentários

Catarina disse…
Também é o meu. :)
AR disse…
Drama?

=\\\

***
raquelita disse…
As vezes so o facto de podermos voltar a viver o mesmo filme é suficiente para voltar a sonhar! =)