quarta-feira, abril 26, 2006

A minha casa

Apetece-me escrever, pego num guardanapo da mesa do café e esboço uns rabiscos. Apetece-me escrever em letrinhas pequeninas e harmoniosas. Falar só por falar, da minha casa pequenina à beira mar, casa de madeira, que o lobo mau ainda não se lembrou de soprar para destruir. A minha casa de um branco azul laranja verde, onde cheira a comida acabada de fazer,se ouve sempre música bem alto e há muitas gargalhadas e lágrimas salgadas. Sim, perto do mar, há lágrimas salgadas. E pessoas a chapinhar na água como crianças matreiras. O meu cabelo parece voar e o meu vestido branco aparenta rodar infinitamente. O meu corpo quer ser vento e voar como Ícaro. Começo a correr pela areia e as nossas pegadas misturam-se. Tu sabes que eu fujo, porém acabo sempre por voltar. Fujo por segundos, mentalmente, para um universo de canela e incenso, em que faço bonecos de plasticina e monto a vida como um lego.










O amor é um lego. Sentamo-nos no chão da casa que eu inventei e vemos o nosso lego, pomos bonequinhos a passear pelo jardim de pequenas peças, que montámos a custo.E os bonecos do lego, a quem empresto a voz, dizem-te coisas que eu não tive coragem de contar. Estendes-me um lenço, para limpar o rosto humedecido de água das emoções. As lágrimas são a água das emoções, a água dos sentidos. Por vezes sinto-me também uma bonequinha, uma bonequinha de trapos abandonada numa prateleira de loja, à espera desesperadamente que a vão buscar, que choraria,se os bonecos chorassem, perdida e sozinha. Outras sinto-me como a bonequinha preferida, a que em pequena nunca deixava em casa, que levava comigo no carro e penteava inúmeras vezes por dia. Cuja ausência provocava birras. E a minha casa é uma casa de fantoches e bonecos. E a minha casa é de madeira de árvores mágicas, construída por duendes e tijolos feitos de imaginação. Da minha janela vê-se o mundo todo e a minha porta dá directamente para a tua casa. Como é a tua casa faz de conta?Oh!Ponho-me lá num pulinho, por um carreiro estreito cheio de papoilas em volta. Sempre imaginei a tua casa feita de chocolate e guloseimas, qual história dos irmão Grimm. E enceto mais uma viagem (com um cestinho cheio de cerejas para te chegar directamente ao coração do estômago). Na tua casa feita de smarties e rebuçados de mentol. Vou ao pé coxinho a trautear canções engraçadas. Os ponteiros do meu relógio não aguentaram esperar mais, sei que ainda dormes na tua cama-nuvem e estás bem leve na terra dos sonhos, mas vou acordar-te com cerejas despejadas no colo. Eu vou. Eu vou. Tenho é de fazer força para não comer as cerejas todas e ficar só com os caroços. E não sujar o vestido branco. Começo a correr depressa porque o sol parece querer espreitar e já me está a piscar o olho. Digo bom dia ao sol e pisco o olho também. Só o esquerdo, porque não consigo piscar o direito. O sol faz balões com a pastilha mas eu também não sei. Nem consigo assobiar. Vou em passinhos apressados até ti. Os duendes querem brincar, mas ainda não é hora. A tua porta range um pouquinho e lá dentro tudo é límpido, claro, transparente, cintilante, fulgurante, tanta claridade que os olhos mal se conseguem habituar a tanta luz. Tu dormes e à tua volta agitam-se os pássaros no seu alegre chilrear. E vejo uma luz que te envolve, porque a tua sombra é luz. Despejo as cerejas e os pássaros voam. Espero pacientenmente que acordes no teu mundo-luz. Come as cerejas. Monta o meu lego.

5 comentários:

Hizys disse...

quero um lego que monte e remonte o carro que eu montava e desmontava em garota. alguem que se ria quando me sujo de chocolate, porque me sujo sempre. alguém para saltar ao pé coxinho na terra batida e ficar com os pés cheios de pó...
por isso acho que me vou colar à tua casa...=)

Ninfa disse...

ahaha cola-te cola-te

Shelyra disse...

Já tinha saudades de ler um post neste blog..
Os legos são geniais. Podemos construir, destruir e reconstruir até chegar à perfeição. Gostei do texto.:)

disse...

"o amor é um lego" Gostei.*

PaTu EsTreLadu disse...

"Tenho é de fazer força para não comer as cerejas todas e ficar só com os caroços".....Que taf taf fantástica usast tu para pulverizar este post...?
demais...
continua madinha..lindu5*
**patu**