Texto de despedida

Aquele dia…aquele belo dia em que olhava o céu e pensava: Sou feliz. Foi nesse dia em que atado em ti, me senti livre. Quando adormecia, não conseguia dormir, olhava o teto do meu quarto, e via as estrelas, via-te ti, que sorrias para mim. Eras uma estrela de um tamanho imenso, que me ocupava o coração. Quando sorria, o meu sorriso brilhava, radiante, pois quando sorria só a ti te sentia. De súbito estremecia ao ouvir de dentro de mim certas palavras tão belas que me dizias, e que só faziam sentido ditas por ti, quando me segredavas ao ouvido…com tamanha malícia, e eu olhava o céu, e lá estavas tu, a sorrir para mim.
Corriam dias e dias, tudo crescia em mim, a felicidade, os sonhos, os desejos…tudo findava em ti.
Mas agora, que se fez noite, o sol deixou de brilhar, e tu me disseste que meu mundo é uma quimera, eu vou continuar à espera…
Ai quem me dera, quem me dera voltar a sonhar…Quem me dera voltar a acordar, e ver de novo o sol a brilhar…


Nota: Este texto serve de despedida, pois não voltarei a escrever neste Blog. Para concluir gostava de referir que foi para mim um prazer enorme dar vida a este Blog em conjunto com duas pessoas imensamente talentosas como são Isís e Ninfa.
Faço ainda votos de que mesmo sem o meu contributo, o Blog continuo vivo e de boa saúde!


Terreno

Comentários

Azulencias disse…
"conto estrelas em ti"
-Nao estejas na lua, desce `a Terra!

-Nao me chega esta Terra.

-Se realista, terra `a terra!

-Mas eu sou do tipo ar, ar.

despediu-se da colega e disse:
"conto estrelas em ti"

Na sala, um silencio ficou suspenso por palavras que tambem quiseram voar.(Teresa Guedes)

Nao faz sentido ires-te assim....
Terreno disse…
Quem és tu?
sereno disse…
Andava por aki perdida nos blogs...quando te vi.
E achei-te graca.
E era bom q por ca ficasses.
Pq as tuas palavras aquecem a alma.
So isso.
Azulencias disse…
Tss tsss
nao era sereno nao...
era azulencias mesmo...
Ai esta cabeca!
Terreno disse…
obrigado pelas tuas palavras...eu continuarei a escrever, mas noutras paragens...
Fátima disse…
não ha palavras para o fecho de uma ilusão que parecia a realização de um sonho tão bonito. não tenho mesmo palavras...

quanto à tua despedida do blog, aceito, compreendo, mas lamento mt. afinal foste o seu impulsionador e deste-m força para ser a founder. afinal foste tu que me fizeste acreditar no que eu escrevia, q m emocionaste qd disseste q a qualidade dos meus textos merecia ser conhecida, qd eu nc acreditei em mim nem neles, e continuo sempre mt insegura de cada vez q faço 1 post novo. o blog sem ti não será o mesmo, a comunhão de palavras mudará... tentarei continuar a dar vida às letras que começámos a soltar juntos porque não queria perder este nosso pequeno espaço, em que partilhámos momentos de cumplicadade e elevámos a nossa amizade. e para honrar isso quero continuar a escrever. por ti, pelo que começámos juntamente com a ninfa...

obrigado por tudo.
Terreno disse…
Para quem estiver interessado http://pensarescrevendo.blogspot.com

O meu novo refúgio
Machadix disse…
Vai tentar uma carreira a solo...