O peso dos sonhos


Qual é o peso dos sonhos?
Serão tão leves como as folhas de outono que se agitam ao vento e se desprendem das árvores sem qualquer dificuldade? Ou serão pesados como paredes, das que abanam mas nunca vão cair?
Ou será que o peso dos sonhos depende de como os alimentamos?
Se assim for, os meus sonhos pesam toneladas, porque todos os dias eu trago comigo mais um pequeno sonho e um objetivo. Todos juntos deviam ser impossíveis de transportar. No entanto, sei que estão comigo a todas as horas do meu dia. Por vezes, são pequenas coisas. Tão pequenas que nem parecem ser sonhadas. Algumas acontecem e aí faz-se magia. Outras, são apenas sussurros, como se falasse debaixo de água. Sinto que é demasiado sonhá-las. Há sonhos tão preciosos que tenho medo
que fujam de mim. Os mais pesados e os mais leves. Enquanto eu trouxer estes sonhos junto do coração, nunca vou morrer verdadeiramente. Vou estar sempre bem viva, bem acordada, com a vida a mover-se aos meus pés. Terei sempre um novo caminho, um novo sorriso. As tempestades não me vão perseguir e o medo não me vai vergar. A chuva não me vai aquecer e o sol não me vai molhar. E não me digam que é ao contrário. Afinal, quem manda nos meus sonhos sou eu. E já custa imenso não os deixar cair. 

Comentários

Tracey disse…
Conta comigo para suportar o peso dos teus sonhos. Apoiar-te-ei :)